Da bolsa pro bolso!

Da bolsa pro bolso!

Algumas frases já são praticamente ditados populares para quem não é muito familiarizado com o mercado financeiro, por exemplo “ações são uma questão de sorte” ou “bolsa de valores é como um cassino”.

Porém a realidade não é bem essa. A diferença entre ganhar ou perder na bolsa de valores vai muito além de sorte: é resultado de muito estudo, competência e dedicação.

Basicamente, podemos pensar em duas linhas de análise: a análise técnica e a análise fundamentalista.

A análise técnica é um método de avaliação de investimentos, em especial ações e ativos listados em bolsa de valores, que busca movimentos direcionais em gráficos históricos. São utilizados padrões e indicadores para procurar modelos que se repetem ao longo do tempo e, com isso, tentar prever uma determinada movimentação ou tendência na precificação de um papel. Ela também pode ser vista como uma forma de análise de probabilidades baseada na ideia de que os preços se movimentam de acordo com modelos repetitivos e identificáveis ao longo do tempo, através de padrões visuais ou estatísticos. A análise técnica moderna baseia-se, em especial, na “Teoria de Dow” e em seus princípios básicos, formulados em 1884 por Charles Henry Dow – que dá nome inclusive ao segundo índice mais antigo da bolsa americana, o Dow Jones. Mas isso já é um assunto para um outro artigo…

Já a análise fundamentalista baseia-se na avaliação da situação financeira, econômica e mercadológica de uma empresa, setor ou dado econômico. Ela lida com um amplo espectro de análises e interpretação das mesmas, indo da macro à microeconomia, passando por finanças internacionais até ciências políticas e econômicas. Além da análise do cenário, a avaliação da empresa e seus dados econômicos é aprofundada, no que considera-se serem os dados “fundamentais” da empresa. Em outras palavras, é realizada uma minuciosa averiguação do balanço patrimonial da empresa, suas contas de resultado, endividamento, capacidade de liquidez e todas as informações agregadas às demonstrações contábeis dessa empresa. Tudo isso no intuito de buscar distorções ou referenciar a validação do investimento nessa determinada companhia. Uma das figuras mais conhecidas pelos seus investimentos de sucesso aplicando a análise fundamentalista é o investidor e filantropo americano Warren Buffett.

Enfim, cada dia mais os investimentos em bolsa de valores tornam-se acessíveis a mais e mais pessoas, mas o que separa os investidores que vão pôr seus lucros no bolso daqueles que vão amargar os prejuízos é o quanto cada um está preparado – ou bem assessorado – para navegar nesse mar de oportunidades.

Quer saber mais sobre o assunto?

Aguarde os próximos artigos ou entre em contato comigo.

Forte abraço,

Junior Marques

Open chat
1
Você está 360 graus seguro da sua vida? Fale com a gente e tire suas dúvidas!

Horário de atendimento de seg-sex das 09:00-18:00.